Seja Bem- Vindo!!

Rádio Católicos de Ilhéus

Acesse a Rádio Católicos de Ilhéus, pelo link: catolicosdeilheus.com.
Leia Mais

Dia Nacional da Juventude 2011

Depois de muitos bons momentos de  nossa caminhada nos sentimos animados/as e inspirados/as para os próximos acontecimentos na vida da juventude e de nossos grupos de jovens. É chegado a hora, está se aproximando o Dia Nacional da Juventude. Dia de celebrar a vida dos/as jovens de todo o Brasil. Dia de manifestação e tomada de posição. Dia de reza, luta e festa.
Em 2011 o DNJ traz um tema muito antigo, mas que tem ganhado cada vez mais força nos tempos atuais. Vamos valorizar a mulher com o tema: Juventude e protagonismo feminino. Assim, daremos mais visibilidade a tantas jovens que doam suas vidas nos grupos de jovens, nos movimentos populares, movimento sociais, nas ONGs, nas coordenações das pastorais e na sociedade brasileira. Com sua energia, beleza e resistência construirá nosso lema: Jovens mulheres tecendo relações de vida.
É neste clima que convocamos a juventude da Arquidiocese de Campo Grande, principalmente todos/as os/as coordenadores/as de grupos de jovens das Pastorais da Juventude para participar da primeira reunião de preparação do DNJ 2011. A reunião acontecerá no dia 21 de agosto de 2011, domingo, as 8h e 30min, no Horto Florestal (ao lado do Teatro de Arena). Oficio Divino da Juventude, música, poesia, arte, banquinhos, piquenique e tereré serão bem vindos.
Levem também muito entusiasmo e animação para arregaçar as mangas e construir um lindo momento de celebração e mobilização juvenil que é o Dia Nacional da Juventude. Preparem-se, levem suas idéias, seus sonhos, seus anseios e façamos deste DNJ uma forma de mostrar para Campo Grande que a juventude está organizada e quer fazer acontecer um mundo melhor.
Abraço fraterno e até lá.
 Fonte:  Grupo de Crisma no Caminho do Senhor
Ler Mais

Gritos dos Excluidos 2012 com a presença de nosso Bispo Dom Mauro



Ler Mais

Novo Site da Diocese de Ilhéus


Depois dos problemas apresentados no antigo site, a Diocese
de Ilhéus por meio de Paulo Costa o grande idealizador e trabalhador da obra do
Senhor, e com o apoio do nosso Bispo Diocesano, Dom Mauro Montagnoli, criou um
novo site, que agora está mais moderno, dinâmico e atualizado. Queríamos sempre
ter esta ferramenta de informação em nossa diocese, agora precisamos dar o nosso
apoio mínimo, que é com as nossas visitas diárias. Portanto , basta clicar
abaixo:
Ler Mais

CATÓLICOS ENCERRAM SANTAS MISSÕES DOMINGO

A Diocese de Itabuna definiu a praça Rio Cachoeira como local de encerramento das Santas Missões no sul da Bahia, no próximo domingo (4), a partir das 15h, quando são esperados mais de 10 mil fiéis.
Os 11 dias de celebrações será encerrado com a participação das dezenas de paróquias da diocese sulbaiana. Jovens católicos vão participar do encerramento com coreografias e encenações.

Fonte:  Pimenta na moqueca
Ler Mais

Sob o tema Familia, Pessoa e Sociedade Católicos do Zonal Centro-Sul encerraram a Semana da Família

Neste domingo 28, as paróquias do Zonal Centro-Sul encerraram a semana da familia com manifestação popular na Avenida Soares Lopes, além de católicos participaram também a Banda da Policia Militar da Bahia, além de indios de Olivença, a semana foi encerrada pela celebração eucaristica ministrada pelo Bispo Diocesano Dom Mauro Montagnoli.

Foto e Texto: Franklin



Ler Mais

Documentário sobre Bom Jesus da Lapa com a particpação de Pe. Gil

Bom Jesus da Lapa é um município localizado na região oeste do estado da Bahia, situado a 850 km da capital. Sua população em 2007 é de 62.199 habitantes conforme o IBGE. Possui uma área total de 4148,5 km² e é banhada pelo rio São Francisco. Suas atividades econômicas estão baseadas na agricultura, pecuária, comércio, turismo e pesca.

A cidade de Bom Jesus da Lapa concentra a treceira maior romaria do Brasil, no mês de agosto, conhecida como a   romaria do Bom Jesus em que atrai milhares de fiéis todos os anos. O grande diferencial entre Bom Jesus da Lapa e as outras cidades da região é o morro e suas grutas que lhe conferem um clima místico e diferenciado e o estado permanente de romarias.

A cidade de Bom Jesus da Lapa começou sua existência à sombra do Santuário do Bom Jesus. Na data em que o Monge chegou a este lugar, havia entre o morro e o rio São Francisco apenas algumas palhoças de índios Tapuias. Mas, com o tempo, foram agregando-se devotos que resolveram fazer suas moradias perto do lugar, onde se achava a imagem do Bom Jesus. O Monge construiu junto ao Santuário, um asilo para os pobres e doentes, dos quais cuidava. Assim começou a crescer ao lado da lapa do Bom Jesus um povoado, assumindo o mesmo nome de Bom Jesus da Lapa.

Graças às constantes peregrinações que se transformaram em grandes e permanentes romarias de fiéis ao Santuário do Senhor Bom Jesus, o povoado foi se desenvolvendo, transformando-se em vila em 1870, atingindo a categoria de cidade em 1923, quando foi emancipada, no dia 31 de agosto desse ano.

O Santuário do Bom Jesus da Lapa
O abrigo foi descoberto em 1691 pelo português Francisco Mendonça Mar, que exercia, como seu pai, a profissão de ourives e pintor. Com vinte e poucos anos de idade, em 1679, chegou a Salvador da Bahia, onde instalou sua própria oficina. Em 1688, foi encarregado de pintar o palácio do Governador Geral do Brasil, em Salvador, mas, ao invés de receber o pagamento, Francisco foi levado à cadeia e cruelmente açoitado. Tocado pela divina graça, reconhecendo a vaidade do mundo, ele aprendeu que a única coisa que vale é a salvação. Distribuindo seus bens, fez-se pobre e, acompanhado de uma imagem do Cristo crucificado, enveredou-se pelo sertão adentro. Caminhou entre tribos de índios antropófagos, passou fome, sofreu o calor do sol.

Uma tarde, depois de vários meses de incessante caminhada, avistou um morro, subiu uma áspera ladeira e, por uma abertura na pedra, penetrou numa gruta. Lá dentro, encontrou uma cavidade ideal para colocar a cruz que levava. Ali, à margem do rio São Francisco, começou uma vida de eremita.

Dedicado à oração e à penitência, o monge logo percebeu que o amor a Deus não pode ser isolado da vida; então começou a trabalhar em favor dos mais necessitados, trazendo para junto de si pobres, doentes, infelizes e aleijados, a fim de servi-los com amor.

No ano de 1702, a pedido do arcebispo da Bahia, dom Sebastião Monteiro de Vide, foi a Salvador preparar-se para o sacerdócio. Estudou durante três anos e, em 1705, foi ordenado padre.Tomando o nome de Padre Francisco da Soledade após a ordenação, voltou à Lapa onde viveu até sua morte, em 1722.
Os romeiros
A gruta, onde o monge Francisco colocou a cruz, tornou-se o santuário do Bom Jesus da Lapa. É mais do que uma cavidade na pedra: é um santuário construído pela mão da natureza e escolhido por Deus. Diante da imagem do Crucificado, ajoelham-se os romeiros de todas as idades, vindos de diferentes lugares do Brasil. Eles trazem consigo o coração penitente, uma oração fervorosa de palavras simples que brotam espontaneamente.

No altar do Bom Jesus, podemos ouvi-los balbuciando preces; outros, em voz alta, fazem seus pedidos e agradecimentos; outros misturam palavras com lágrimas e outros pagam promessas, deixando ex-votos, como fotos, cartas, muletas etc. É a Ele que o romeiro recomenda sua vida e a de seus familiares e amigos, entregando-se a sua proteção. A promessa feita e cumprida é uma forma de agradecer a Deus por todo o bem que ele, “pobre homem”, recebe das mãos divinas. O romeiro caracteriza-se pelo chapéu de palha revestido rusticamente de tecido branco e fitas coloridas. A mais comum é a de cor branca, simbolizando a esperança. Um fato pitoresco na cidade é que quase todos os telefones públicos (orelhão) são em forma de chapéu.

Fonte: Bom jesus da lapa. org
Ler Mais

Pastor de Goianésia-GO afirma que a Terra é Quadrada em pregações – Assista

Uma afirmação de um pastor evangélico de Goianésia já está despertando a curiosidade de várias pessoas da cidade. O pastor é conhecido por Pastor Carlos e afirma que tem a missão de levar a palavra de Deus porque “já estamos no fim dos tempos e Deus em breve voltará”.-CONFIRA VÍDEO NO FINAL DO POST…
Pregando a palavra da Bíblia Sagrada em praças públicas e outros locais, inclusive hospitais e em unidades carcerárias, pastor Carlos conversa com pessoas e a partir do seu entendimento dos textos da Bíblia faz revelações assustadoras. Ele afirma em suas pregações, por exemplo, que o catolicismo pode não ser o caminho da salvação e todos os cristãos dessa crença estão condenados às chamas do inferno.
As revelações de pastor Carlos desperta no mínimo curiosidade. Sem medo, ele em poder de seu livro Sagrado faz revelações que vão de encontro à Ciência e afirma fatos e situações que foram provados ao contrário pelos cientistas. Segundo pastor Carlos, “a terra é quadrada” e ele ainda prova na própria Bíblia sua afirmação, citando trechos de livros como de Eclesiastes.
Se pastor Carlos estiver certo, todo o trabalho de Eratóstenes foi em vão. Há 285 anos antes de Cristo, o astrônomo, matemático e historiador Eratóstenes depois de fazer testes e mais testes por anos descobriu que a terra era redonda. Usando a sombra de objetos como dois palitos colocados em posição vertical o astrônomo chegou à conclusão de que estamos em um planeta arredondado.
No último mês de março deste ano a Agência Espacial Europeia (ESA), divulgou o resultado de uma longa pesquisa e revelou: “a terra não é completamente redonda e não tem somente os achatamentos”.
Além da afirmação de pastor Carlos de que a terra é quadrada está ainda a afirmação de que “o sol é que gira em torno da terra e ela [terra] fica quieta, [estática], sem nenhum movimento”. Suas pregações continuam em praças, feiras livres, hospitais, presídios e outros locais.
Texto extraído na integra do Correio Goiano – Confira vídeo:



Fonte: o diario
Ler Mais

Chegou a hora de testemunhar esta JMJ

Seis dias de muita festa, manifestação de fé e testemunho para todo o mundo. Está concluída a 26ª edição da Jornada Mundial da Juventude em Madri, na Espanha. É hora de ir e de fazer vivas e atuantes as palavras do Pastor da Igreja Universal, o Santo Padre o Papa Bento XVI.
Um homem de 84 anos cuja jovialidade, fé e força impressiona a todos. Conduziu cada discurso e homilia tendo como base o tema dado ao evento: “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé”, fazendo um apelo ao compromisso sério e coerente de uma autêntica vida cristã.
Já na sua chegada a Madri, em seu discurso na Praça Cibeles, o Sumo Pontífice deixou uma palavra de ânimo aos presentes: “Que a chama do amor de Cristo nunca se apague em vossos corações!”.
Para que essa chama não se apague é preciso uma experiência real com Aquele que atraiu estes jovens vindos das diversas partes do mundo. É preciso seguir o Cristo da cruz, não como sinal de sofrimento, mas de redenção.
Nas ruas da charmosa cidade espanhola, a Via-sacra foi vivida e experienciada de forma intensa. Para carregar a cruz, símbolo da JMJ, foram escolhidos jovens com algum tipo de deficiência, provenientes de áreas de conflitos, como Terra Santa e Iraque e também alguns vindos de países que sofreram catástrofes naturais, como é o caso do Haiti e Japão.
O Sumo Pontífice mostrou o quanto a “Mãe Igreja” se importa com seus filhos e como é próxima dos que sofrem, por isso se compromete com eles: “A Paixão de Cristo incita-nos a carregar sobre os nossos ombros o sofrimento do mundo, com a certeza de que Deus não é alguém distante ou alheio ao homem e às suas vicissitudes; pelo contrário, fez-Se um de nós para poder padecer com o homem, de modo muito real, na Carne e no Sangue.”
Em todas as suas ações e palavras, o Sucessor de Pedro destacou a importância do homem na realidade do mundo, razão pela qual visitou uma casa para acolhimento de crianças e jovens deficientes: “Nenhuma aflição é capaz de apagar esta efígie divina gravada no mais fundo do homem”, continua ele, “A vida destes jovens muda o coração dos homens e, por isso, damos graças ao Senhor por tê-los conhecido.”
Estas palavras trazem consolo e esperança aos nossos corações, numa realidade na qual a “seleção” é cada vez maior.
Fonte: CN
Ler Mais

"Amigos na Fé" no Teatro Municipal de Ilhéus no próximo dia 23 de agosto


A cantora AMANDA ANDRADE, estará realizando o grande show "Amigos na Fé" no Teatro Municipal de Ilhéus no próximo dia 23 de agosto, terça-feira, às 20 horas com toda arrecadação em prol do Eneuc(Encontro Eucarístico com Crianças) da Paroquia Santa Rita de Cássia, com a participação de grande nomes da Musica Popular Regional como Ari PB(Cacau com Leite), Alex Costa(Mel de Forro), Fábio Souza, Benner Show, Só Love, Ivan Moraes, Andréia Rangel, Nozinho, Jane Kelly,  e grandes nomes da Musica Cristã Católica como Lumen Christi, Padre Cristo, Kelly de Jesus, Coral da Missa para os Homens, Neto Borges, Marcus Bruno, Ministério Glória e Majestade, Paulo Chagas(PH). o Show será um momento da mais pura beleza com musica de qualidade e espirutualmente marcante nas nossas vidas.
 
O Eneuc foi criado na Paroquia Santa Rita a 20 anos pelo Frei Cesar Borges para permitir uma maior participação das crianças e jovens na igreja, pois existia um vazio logo após a Primeira Comunhão até a Crisma, e Eneuc veio para continuar a evangelização desses jovens e faze-los parmanecer na caminhada Cristã.
 
"Pais que levam seus filhos para Igreja, não vão busca-lo na cadeia" Içami Tiba
Obrigada

Paz e Bem!!!!
Ler Mais

É bíblico o protestantismo?

Provavelmente todos já ouviram de um protestante a seguinte frase:
“Nós cremos somente na Bíblia, e a Bíblia inteira é a única regra de fé para o cristão”
Está frase é como que um dogma para o protestantismo e reflete todo o pensamento da fundamental doutrina deste ramo religioso a “Sola Scriptura” ou somente as escrituras. Negam, portanto, os ensinamentos transmitidos oralmente por Cristo e os apóstolos conhecidos como Sagrada Tradição.
Baseados nisto vamos agora mostrar que há várias inverdades no uso desta frase por parte de protestantes e mostrar que de bíblicas suas principais doutrinas nada tem.
“A Tradição oral remonta ao próprio Cristo e aos Apóstolos. Ela é anterior à Escritura e se exprime nela. O ponto em que mais aparece a necessidade de algo anterior à Escritura, é a que se refere ao Cânon Bíblico: Com saber se um livro é ou não inspirado?
O próprio protestantismo, que afirma só reconhecer a Escritura, recorre necessariamente à Tradição Oral em 2 ocasiões:
1.  Sem a Tradição oral, não se pode definir o catálogo sagrado, pois em nenhuma parte da Escritura está escrito quais os livros que, inspirados por Deus, a devem integrar. É preciso procurar a definição dos livros sagrados fora da Escritura: na Tradição. Ora Lutero e o Protestantismo recorreram a tradição dos judeus da palestina, enquanto a Igreja Católica, seguindo o uso dos Apóstolos, optara pela tradição dos judeus de Alexandria.
2.   Na sua maneira de interpretar a Bíblia, os protestantes também recorrem a uma tradição. Pois embora o texto bíblico seja o mesmo para todas as denominações evangélicas, estas não concordam entre si, por exemplo, no que toca ao Batismo de criança, à observância do sábado ou do domingo, etc. As divergências não provêm do texto bíblico, mas da interpretação dada a este texto por cada fundador. Ou seja, dependem da tradição oral ou escrita que cada fundador quis iniciar na sua congregação. Assim, embora queiram rejeitar a Tradição Oral, o cristão a professa sempre: professa a Tradição oriunda de Cristo e dos Apóstolos, ou a tradição oriunda de Lutero, Calvino… Cada “profeta” protestante faz o que Lutero fez: rejeita a tradição protestante anterior e começa uma nova tradição: sim, lê a Bíblia ao seu modo e dela deduz proposições de fé e de moral que, segundo a sua intuição humana falível, lhe parecem mais acertada.
Assim, a Escritura, só, não pode ser, nem é no protestantismo, a única fonte de fé. Por outro lado, a Tradição Oral e o Magistério da Igreja só tem sentido se fazem eco à Sagrada Escritura.” (Dom Estevão Bettencourt, OSB;  Apostila “Diálogo Ecumênico” , Escola Mater  Ecclesiae)
Ler Mais

Imagens da Procissão de Nossa Senhora das Vitórias

A procissão saiu, por volta dás 16:30 e percorreu as principais ruas do Centro da Cidade.

Veja as imagens











Foto: Franklin
Ler Mais

Veja a programação do dia da festa de Nossa Senhora das Vitórias

7h - Missa das Intenções

9 e 30 - Missa Solene

16 e 30 - Procissão pelas ruas da cidade


Ler Mais

A IMPORTÂNCIA DA FAMILIA NA SOCIEDADE E NA IGREJA

A família sofre com as amplas, profundas e rápidas transformações da sociedade e da cultura. Sabemos que muitas famílias permanecem fiéis aos valores fundamentais da instituição familiar. Outras estão meio perdidas frente a seus deveres, duvidosas e quase esquecidas do significado último e da verdade da vida conjugal e familiar. Outras, infelizmente, estão impedidas por variadas situações de injustiça de realizarem os seus direitos fundamentais.
Consciente de que o matrimônio e a família constituem um dos bens mais preciosos da humanidade, a Igreja Católica oferece sua ajuda sustentando os que permanecem fiéis, iluminando os indecisos e ajudando os que estão impedidos.
A Conferência de Aparecida assinalou que a promoção da família é uma das prioridades na missão evangelizadora da Igreja na América Latina. Destaca o conceito de que a família deve ser “um dos eixos transversais de toda ação evangelizadora da Igreja”. Temos que deixar de considerar a família como um objetivo da ação pastoral e começar a vê-la como agente da ação evangelizadora da Igreja.
A família é um dom cuja vigência enriquece a realidade do continente. E mais: “a família é o valor mais querido por nossos povos”.
Como não alegrar-se ao descobrir que a Boa Nova de Jesus tem uma concreção particular na família! Os bispos latino-americanos falam da ‘Boa-Nova da família’. A família é “um dos tesouros mais importantes dos povos latino-americanos e caribenhos”.
O Documento de Aparecida ressaltou que a família, respondendo a seu ser e à sua missão, é um poderoso instrumento de transformação social e eclesiástica.
O valor do sacramento do matrimônio entre um homem e uma mulher está na base da família. A união entre um homem e uma mulher é sinal do amor de Deus pela humanidade e da entrega de Cristo por sua esposa, a Igreja.
A origem da realidade familiar que está na mesma Trindade. “A família é imagem de Deus que em seu mistério mais íntimo não é uma solidão, mas uma família”, Pai, Filho e Espírito Santo. “Na comunhão de amor das Três Pessoas divinas, nossas famílias têm sua origem, seu modelo perfeito, sua motivação mais bela e seu último destino”.
O Documento de Aparecida faz uma chamada de atenção contundente sobre a defesa pública dos valores mais íntimos da família, conclamando de modo enérgico os legisladores, governantes e profissionais da saúde a defende-la e protegê-la dos crimes que são cometidos contra ela.
As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, edição 2008-2010, especificam as ações concretas para a nossa realidade brasileira.
A família é lugar e escola de comunhão, pequena Igreja doméstica e primeiro local para a iniciação cristã das crianças.
É preciso ver a beleza do amor humano vivido como dom sincero de si para o bem do outro. A família deve ser reconhecida e vivida não somente como lugar de sacrifício, mas de realização humana.
Os pais são os primeiros catequistas. A vivência da espiritualidade conjugal e familiar se dá pela oração em família, na participação dominical da missa da família inteira e na dedicação aos serviços pastorais da comunidade.
Transformações profundas afetaram o jeito de ser família, sua compreensão e valorização. Existe a imposição de uma mentalidade anti-vida. Diminuem os nascimentos e as vocações. A sociedade brasileira envelhece rapidamente. A violência elimina de modo especial e em maior número, os jovens.
Faz-se necessária uma profunda e séria preparação ao matrimônio.
Casais em segunda-união e seus filhos sejam acolhidos, acompanhados e incentivados a participar da vida da Igreja.
E preciso cobrar políticas públicas em prol da família, de modo especial, deve-se tomar iniciativas de solidariedade em relação a pessoas, famílias e grupos atingidos pela miséria, fome e tantas formas de sofrimento.
Especial carinho devem receber as famílias marcadas pela violência, o alcoolismo, o machismo, o desemprego e principalmente as drogas, as balas perdidas, os assassinatos e os grupos de extermínio.
É de suma importância a presença do homem, do pai e sua missão na família, como também o direito que os filhos possuem de ter a presença do pai em casa.
A Igreja no Brasil olha com renovada esperança a realidade da família. Primeira escola das virtudes humanas, sociais e cristãs, ela é como laboratório do amor, portal da fé, lugar privilegiado para despertar, viver e fazer crescer as vocações e os carismas para a Igreja. A família é um dos pilares da primeira evangelização e da transmissão contínua da fé cristã em nossa terra brasileira.
A família é uma força de sustentação, uma instituição fundamental. Fortalecer a família é obter uma sociedade mais justa, humana e cristã.
A Semana da Família que está acontecendo em todo o Brasil tem o objetivo de defender os valores da família e sustentá-la contra os ataques que ela sofre.
Peço à Sagrada Família de Nazaré que abençoe as famílias e nos ajude no propósito de defendê-las e apoiá-las com todos meios que temos à nossa disposição.

Dom Mauro Montagnoli
Bispo Diocesano de Ilhéus
Ler Mais

Fiéis lotam as ruas de Bom Jesus da Lapa

Com o tema SOU DO BOM JESUS PELA GRAÇA DO PAI, foi realizada a 319ª Festa do Bom Jesus da Lapa (desde 1691) com a participação de mais de 300 mil pessoas de vários estados e partes do Brasil. Neste ano, aproveitando os recursos da tecnologia, o novenário foi transmitido pela internet e a TV Aparecida passou a transmitir a novena, a partir da sétima noite, para o Brasil inteiro.
As noites do novenário foram refletidas pelos seguintes pregadores: Dom César, bispo de Bom Jesus da Lapa (28 e 29/07), Pe. Paulo Lemos, reitor do Santuário de Nossa Senhora das Dores, do Juazeiro do Norte – CE (30 e 31/07), Pe. José Ramos, reitor do Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, de Belém do Pará – PA (01 e 02/08) e, Pe. Darci Niciolli, reitor do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, Aparecida - SP (03 a 05/08) e a reflexão no encerramento da festa.
A realização deste acontecimento vem confirmar, cada vez mais, que a romaria do Bom Jesus da Lapa se consolida, verdadeiramente, como a terceira maior romaria do Brasil e se propaga expressivamente na mídia nacional e internacional como um grande fenômeno de turismo religioso e cultural, localizado no “coração sertanejo” da Bahia.
Diante dessa realidade sócio cultural e religiosa, vale lembrar que os investimentos dos governos estadual e municipal para a estruturação física desse mega acontecimento são quase insignificantes. A cidade, como já se fala há muitos anos, continua despreparada para acolher a grande massa da população flutuante que recorrem às suas estruturas de acolhimento: rancharias, pousadas, hotéis, restaurantes, bares, mercados, feiras livres, etc. Muitos peregrinos habitam em casas alugadas e outros tantos se estabelecem em acampamentos improvisados e inapropriados para se acomodarem digna e acolhidamente.
O aparato do poder público local é parco, inóspito e improvisado. Tudo é arranjado em cima da hora de forma precária, desordenada e amadora. O trânsito fica caótico, sem alternativa de fluxo e sem regulamentação das vias; o comércio alternativo é desordenado, barulhento, agressivo e dissonante; a mendicância se estabelece naturalmente como uma forma de expor suas mazelas, colher as migalhas dos transeuntes e encher sua paciência; os banheiros químicos e os vasilhames para a coleta de lixo foram inexistentes neste ano; as instituições locais ficam anestesiadas sem o poder de mando ou de solução.
Podemos dizer que, verdadeiramente, graças ao Bom Jesus, a romaria é realizada satisfatoriamente sem maiores incidentes e grandes agravantes, por que sua expressão máxima é o evento religioso. Mas, não se pode apelar para a inércia ou o descaso como formas pacíficas de compreender o evento e eximir-se da responsabilidade.
Nenhuma cidade do estado da Bahia, neste período do ano, recebe um numero tão expressivo de visitantes e turistas, mesmo considerado o grande potencial turístico da capital e as belezas naturais do litoral. Sem sombras de dúvidas o estado e o município devem ser responsabilizados pelos investimentos urgentes e necessários para o acolhimento e atendimento das pessoas que visitam, todos os anos, à cidade de Bom Jesus da Lapa, por ocasião das romarias.
Em consideração há outros acontecimentos e festas que acontecem na Bahia, percebemos a grande desigualdade. Não há verbas para a lavagem do Bonfim em Salvador, Festa da Boa Morte em Cachoeira, Festas Juninas em quase todo o estado? Onde estão as verbas para a realização de um evento que atrai mais de 300 mil pessoas e propaga, sem recompensas, a região oeste do estado e as cidades do entorno de Bom Jesus da Lapa?
Em todas as campanhas eleitorais os candidatos se afloram em apresentar propostas de solução dos impactos das romarias. Mas, o que é realizado na cidade de Bom Jesus da Lapa é uma maquiagem barata, diante das “vestimentas” que ela merece e da responsabilidade sócio, cultural e religiosa que ela tem com os que vêem e deixam suas parcas economias num comércio que desconsidera a sua acessibilidade.
Na tarde do dia 06 de agosto, nos agradecimentos finais da Festa, terminei minhas palavras convocando os lapenses da seguinte forma: Lapenses, vejam a grandeza dessa festa; vejam a grandeza dessa romaria, vejam a potencia dessa cidade; vejam a nossa grande responsabilidade de conservar essa imagem (Bom Jesus), preservar esse morro (Santuário) e recriar essa cidade (Bom Jesus da Lapa). Dirigi-me aos romeiros dizendo: Romeiros, vejam do que vocês são capazes quando querem fazer acontecer. Levem isso adiante e não se esmoreçam, mesmo que as acomodações na cidade não foram às melhores. Espalhem essa festa por onde andarem e voltem no próximo ano.
Pe. Roque Silva Alves – reitor do Santuário
Fonte: Bom Jesus da Lapa. org


Ler Mais

O SANTUÁRIO do BOM JESUS da LAPA na TV APARECIDA - 06 de Agosto de 2011

DOMINGO - Dia 31 de Julho
12h30 - 13h30 - DOCUMENTÁRIO BOM JESUS DA LAPA - preparado pela TV Aparecida
QUARTA - Dia 03 de Agosto
1. No programa Bem-Vindo Romeiro:
10.55 – 11.00 repórter ao vivo
11.13 – 11.18 repórter ao vivo
2. No programa Sabor de Vida:
16.20 – 16.25 repórter ao vivo
16.33 – 16.38 repórter ao vivo
3. 19.20 – 19.30 Exibição do ESPECIAL BOM JESUS
DA LAPA – parte 1
Produção: SANTUARIO BOM JESUS DA LAPA
4. Transmissão - Novena
19.30 – 21.00 ao vivo
QUINTA - Dia 04 de Agosto
1. No programa Bem-Vindo Romeiro:
10.55 – 11.00 repórter ao vivo
11.13 – 11.18 repórter ao vivo
2. No programa Sabor de Vida:
16.20 – 16.25 repórter ao vivo
16.33 – 16.38 repórter ao vivo
3. 19.20 – 19.30 Exibição do ESPECIAL BOM JESUS DA LAPA – parte 2
Produção: SANTUARIO BOM JESUS DA LAPA
4. Transmissão - Novena
19.30 – 21.00 ao vivo
SEXTA - Dia 05 de Agosto
1. No programa Bem-Vindo Romeiro:
10.55 – 11.00 repórter ao vivo
11.13 – 11.18 repórter ao vivo
2. No programa Sabor de Vida:
16.20 – 16.25 repórter ao vivo
16.33 – 16.38 repórter ao vivo
3. 19.20 – 19.30 Exibição do ESPECIAL BOM JESUS DA LAPA – parte 3
Produção: SANTUARIO BOM JESUS DA LAPA
4. Transmissão - Novena
19.30 – 21.00 ao vivo
SÁBADO - Dia 06 de Agosto - FESTA DO BOM JESUS DA LAPA
1. Programa ENCONTRO COM OS DEVOTOS
10.15 – 12.00 transmissão ao vivo
2. DOCUMENTÁRIO BOM JESUS DA LAPA - preparado pela TV Aparecida
12h30 - 13h30
3. Depois da Consagração
15.15 – 15.20 repórter ao vivo
15.30 – 15.35 repórter ao vivo
4. Transmissão – Encerramento da Procissão e da Festa
18.00 – 19.00 ao vivo

Fonte: Bom Jesus da Lapa 

Ler Mais

MPF PEDE A RESTAURAÇÃO DA CAPELA DE SANTANA

O Ministério Público Federal (MPF) em Ilhéus propôs uma ação civil pública com pedido de liminar para que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) restaure a Capela Nossa Senhora de Santana, no Rio do Engenho, em Ilhéus.
A igreja é tombada pelo IPHAN, mas está em situação precária e corre risco de desabamento. Problemas no teto, na alvenaria, pintura, nas madeiras e diversas rachaduras põe em risco mais esse patrimônio histórico de Ilhéus.

O Procurador da República, Eduardo El Hage, afirma que a permanência da situação pode gerar sérios problemas ao templo “o que seria um dano de difícil reparação do ponto de vista cultural, histórico e arquitetônico”, já que a Capela de Santana é o monumento mais antigo da cidade.

El Hage já havia encaminhado uma recomendação, em abril de 2010, ao Instituto para que realizasse a restauração da capela, mas o órgão não tomou qualquer providência, limitando-se a informar que o estado precário era de responsabilidade do proprietário do imóvel, que até agora não foi encontrado.

 Fonte: Blog do Gusmão

Ler Mais

Progamação da Festa de Nossa Senhora das Vitórias

Tema Central
              "A Palavra de Deus na vida e na missão da igreja"

                             Novenário as 19:00 Horas

1ª Noite: 06/08/11 (Sábado)
Sub-Tema: "Deus: fonte e origem das sagradas Escrituras"
Texto biblicos: (2 Cor 4, 1-6, Sl 33, Mt 11,25-27)
Dedicada: Ás Crianças
Convidados: Catequese, Pastoral da Criança, Rede Hoteleira, Sindicatos, Comunidade do Hospital São José, Comerciantes e Comerciários
Oferta: Arroz
Animação: Grupo de Canto Nossa Senhora das Vitórias

2ª Noite: 07/08/11 (Domingo)
Sub-Tema: "A missão do Espirito Santo nas Sagradas Escrituras"
Texto Biblicos: Liturgia Dominical
Dedicada: A Juventude
Convidados: Pastoral do Dizimo, Pastoral da Juventude, Grupo Jovem Rompendo Em Fé, Grupo Jovem Ágape, Movimento Vinde e Vede, Escalada, Maranatá, Cursilho de Jovens, Cursilho de Cristiadade, Colônia Sirio Libanesa, Movimento dos Focolares, Equipes de Liturgia
Oferta: Feijão
Animação: Ministerio de Canto AVA

3ª Noite: 08/08/11 (Segunda-Feira)
Sub-Tema: "Jesus Cristo, Palavra eterna do Pai"
Texto Biblicos: (1 Jo 1, 1-4, Sl 118, Jo 1, 1-18)
Dedicada: Aos Idosos
Convidados: Grupos da 3ª Idade, Arco-Iris, Nova Vida, Pré Idosos, Comunidade Nossa Senhora de Lurdes (Outeiro), Abrigo São Vicente
Oferta: Açucar
Animação: Grupo de Canto Nossa Senhora de Lurdes (Outeiro)

4ª Noite: 09/08/11 (Terça-Feira)
Sub-Tema: "As Sagradas escrituras e a tradição na vida da igreja"
Texto Biblicos: (2 Ts 2, 15-17, Sl 54, Jo 5, 32-47)
Dedicada: Viúvos e Viúvas
Convidados: Pia União de Santo Antonio, Grupo de Oração Nossa Senhora das Graças, Clubes de Pesca, Candiru, Clupesil, Gabriela, Esporte em Geral, Avepe, Ministros Extraordinários da Comunhão, Escola São Francisco, Colégio Ideal, Paróquias: Nossa Senhora da Conceição e Santissima Trindade
Oferta: Café
Animação: Coral Dom Eduardo

5ª Noite: 10/08/11 (Quarta-Feira)
Sub-Tema: "A Liturgia como lugar privilegiado da palavra de Deus"
Texto Biblicos: (At 2,42-47, Sl 50, Lc 4, 42-44)
Dedicada: Aos Deficientes
Convidados: APAE, CRIE, CAPS, DIREC 6, LIONS Clube Norte Centro e Pontal, Rotary Clube de Ilhéus e Jorge Amado, Colégios: Fenix, Estadual, e Estado do Ceará, Paróquias: Nossa Senhora Aparecida e Santa Terezinha
Oferta: Oléo
Animação: Grupo de Canto da Missa da Misericórdia

6ª Noite: 11/08/11 (Quinta-Feira)
Sub-Tema: "Sagradas Escrituras e Sacramentos: o agir próprio de Deus na história"
Texto Biblicos: (At 2, 37-41, Sl 113, Jo, 13, 1-20)
Dedicada: Aos Homens
Convidados: Grupo da Missa para os Homens da Cidade, Paróquias: Santa Rita, Nossa Senhora da Escada, e Guadalupe, Comunidades: Frei Galvão e São José, Colégios: IME, Heiltor Dias, CEAMEV, e Impacto
Oferta: Charque
Animação: Grupo de Canto da Missa para os Homens

7ª Noite: 12/08/11 (Sexta-Feira)
Sub-Tema: "A presença real de Cristo nas Sagradas Escrituras"
Texto Biblicos: (At 4, 23-31, Sl 119, Jo 6, 60-71)
Dedicada: Aos Movimentos Marianos
Convidados: Legião de maria, Mãe Peregrina, Congregação Mariana, Grupo da Fraternidade, Apostolado da Oração, Paróquias: São Paulo Apóstolo, São João Batista, e São Francisico, Colégios: São Jorge, Sá Pereira, e Militar
Oferta: Macarrão
Animação: Grupo de Canto AVA e CELEBRAI

8ª Noite: 13/08/11 (Sábado)
Sub-Tema: "Leitura orante da Palavra de Deus na familia e na comunidade"
Texto Biblicos: ( 1 Sm 3, 7-10, Sl 1-6, Lc 24, 13-35)
Dedicada: Ás Familias
Convidados: Pastoral Familiar, ECC, MFRAC, Prefeitura Municipal de Ilhéus, Câmera Municipal de Ilhéus, SETRAN, DRETAN e IBAMA
Ofertas: Matérial de Limpeza
Animação: Grupo de Canto Nossa Senhora das Vitórias

9ª Noite: 14/08/11 (Domingo)
Sub-Tema: "Maria, Modelo de discipula e servidora da Palavra"
Texto Biblicos: Liturgia Dominical
Dedicada: Aos Pais
Convidados: 18ª CSM, Policias: Militar, Civil, e Federal, Corpo de Bombeiros, CAERC, Marinha, Grupo Salva-Vidas, Coroinhas, Meios de Comunicação, Gráfica do Carmo, Seminários de Ilhéus, Jequié, Palotinos, e Livramento
Oferta: Flores
Animação: Só o amor Contrói
 
Fonte: Grupo de Jovens Rompendo Em Fé 
 


 
Ler Mais

Semana do Estudante 2011 reflete “Juventude Negra e Indígena”

Com o tema “Juventude Negra e Indígena”, acontece entre os dias 8 e 14 de agosto, a Semana do Estudante 2011. O evento, que acontece anualmente desde 2003, é promovido pelas Pastorais da Juventude do Brasil (Pastoral da Juventude Estudantil, Pastoral da Juventude do Meio Popular, Pastoral da Juventude Rural).
De acordo com o subsídio do evento, “a Semana tem por objetivos provocar movimentos e oportunizar que os jovens se preparem para viver com maior envolvimento esta data”. O subsídio propõe a realização de três encontros e uma celebração. O texto traz algumas dicas de como preparar a Semana, para que os jovens discutam as temáticas propostas acerca do mundo juvenil, bem como rezem e cantem a juventude que existe em cada um.
Todos os anos a Semana do Estudante põe em evidência uma realidade e discute seus diferentes aspectos. As discussões sempre ressaltam os direitos da juventude estudantil, procurando, desse modo, dar visibilidade à juventude por meio de suas diferentes experiências.
“Este ano, a Semana do Estudante traz como tema as Juventudes Negras e Indígenas, nos convidando a refletir sobre estas juventudes como comunidades de resistência. Resistência que pode ser percebida na ação de muitos jovens negros e indígenas que não se deixam influenciar pelas diferentes vozes sociais que gritam em seus ouvidos, através da televisão, das revistas, das músicas, das roupas, dos sapatos, numa tentativa de distanciá-los da preservação de sua cultura”, direciona outro trecho do subsídio.

Fonte: CBNN
Ler Mais

RIO DO ENGENHO HOMENAGEIA SUA PADROEIRA NESTE DOMINGO

O ponto alto de um dos eventos mais tradicionais do calendário religioso de Ilhéus será realizado neste domingo (31), com a realização de alvorada festiva, procissão e missa solene, seguida de Bênção do Santíssimo, em homenagem à Senhora Santana, padroeira do distrito do Rio do Engenho. Com o tema central “A palavra de Deus na Vida e na Missão da Igreja”, a festa foi iniciada no último dia 22, com uma novena, e é uma promoção da Paróquia Nossa Senhora das Vitórias, vinculada à Diocese de Ilhéus.
De acordo com a organização, a procissão começará às 9h30min, percorrendo as principais ruas do distrito. Já a missa solene, seguida da Bênção do Santíssimo, terá início por volta das 10 horas, na igreja Nossa Senhora de Santana, considerada a terceira capela rural mais antiga do Brasil. Segundo os estudiosos, Santa Ana ou Sant’Ana (do latim Anna ou do habraico Hannah) foi a mãe de Maria, portanto, avó de Jesus Cristo.
Antiga sesmaria de Mem de Sá, terceiro governador-geral do Brasil, o Rio do Engenho foi a sede, a partir de 1548, do primeiro engenho de açúcar e aguardente da Capitania. Nos dias de hoje, entretanto, a maior atração da localidade é a Capela de Nossa Senhora de Santana, erguida pelos jesuítas em 1563. Segundo os historiadores, a capela é considerada uma das mais antigas de que se tem notícia no Brasil. Tanto as ruínas do engenho, quanto a capela de N. S. de Santana, se encontram tombadas pelo Iphan (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).
Serviços – Equipes da Prefeitura de Ilhéus promoveram a execução de alguns serviços com o objetivo de preparar o distrito do Rio do Engenho para a festa. Além de uma grande poda de árvores, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano iniciou a pintura da Capela Nossa Senhora de Santana, trabalho concluído pela Secretaria de Ações Regionais

Fonte: o tabuleiro
Ler Mais

Dom Eduardo pode ser o 1º santo de Ilhéus

  Dom Frei Eduardo José Herberhold, o segundo bispo da Diocese da Diocese de Ilhéus, poderá se tornar o primeiro santo da cidade. Para isso fiéis, devotos, admiradores e representantes da Igreja Católica já se movimentam para buscar a canonização de Dom Eduardo. O primeiro passo será o reconhecimento de Dom Eduardo como servo de Deus. A partir daí começa o processo de beatificação, com a confirmação de milagres realizados pelo bispo.

            Se todos esses processos forem concluídos, com a confirmação dos milagres, Dom Eduard, cujos restos mortais estão enterrados na Catedral de São Sebastião, poderá ser o primeiro santo de Ilhéus. Fiéis já se movimentam para coletar documentos e depoimentos de pessoas que dizem ter recebido graças e milagres feitos através da fé em Dom Eduardo. O bispo comandou a Diocese de Ilhéus de 1931 a 1939 e foi o responsável pelo início das obras da Catedral de São Sebastião.

            Eduardo José Herberhold nasceu na cidade de Lippstadt, província de Westfália, na Alemanha, no dia 28 de junho de 1872, sendo seus pais Henrique Herberhold e Teresa Utzel Herberhold. Com 16 anos de idade entrou para o seminário Diocesano, de Paderbom, na Alemanha, de onde saiu em maio de 1890 para fazer parte do Convento de Harreveld, na Holanda.

            Fez os votos simples em 10 de maio de 1891 e os solenes em 12 de maio de 1894. Neste ano veio para o Brasil. Quando chegou ao Brasil em dezembro de 1894, a sua vocação sacerdotal estava perfeitamente definida, sendo ordenado no dia 18 de agosto de 1895 por D. Manoel Santos Pereira, bispo do Recife. Cantou a primeira missa solene na capital pernambucana, na Igreja da 3º Ordem de São Francisco, no dia 17 de setembro de 1895, dia da festa de São Francisco das Chagas, Padroeiro da Igreja da mesma Ordem.

            Foi sagrado bispo de Hermópolis Magma e prelado coadjutor de Santarém, Pará, no dia 06 de maio de 1928, na Igreja do Convento de São Francisco da Bahia, sendo sagrante o arcebispo D. Augusto Álvaro da Silva, primaz do Brasil, e consagrantes D. Frei Amando Bahlmann, bispo de Argos e Prelado de Santarém, e D. Frei Basílio Olimpio Pereira, bispo de Manaus.

            Mas foi preconizado bispo de Ilhéus, por ordem da Santa Sé, no dia 30 de janeiro de 1931, e no mesmo ano, no dia 22 de março, chegou à cidade. D. Eduardo substituiu, na Diocese de Ilhéus, o Bispo D. Manoel Antônio de Paiva que em 1930, por motivos de saúde, fora transferido para Garanhuns. Faleceu em Salvador, no dia 24 de julho de 1939, às 17h40min, aos 67 anos de idade, no Palácio do Campo Grande. D. Eduardo tinha um irmão que vivia com ele em Ilhéus, o Frei Sigsbert Herberhold.


A tribuna
Ler Mais

55% dos brasileiros são contra a adoção por casais homossexuais

O Ibope divulgou nesta quinta-feira uma pesquisa em que revela que 55% dos brasileiros se declararam contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Os dados demonstram que a maioria discorda da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em maio deste ano, reconheceu por unanimidade a união civil entre homossexuais .
Entre os evangélicos, 77% não aprovam a decisão do STF. Já 63% dos homens disseram ser contra a união civil entre homossexuais. Entre as mulheres, esse percentual é de 48%. No grupo de jovens de 16 a 24 anos, 60% disseram ser favoráveis e, entre os maiores de 50 anos, 73% são contrários.
Entre as pessoas com formação até a quarta série do fundamental, 68% são contrários à decisão do STF. Na parcela da população com nível superior, apenas 40% não são favoráveis à medida. Territorialmente, as regiões Nordeste e Norte/Centro-Oeste dividem a mesma opinião: 60% são contra. No Sul, 54% das pessoas são contra e, no Sudeste, o índice cai para 51%.
A pesquisa também fez perguntas sobre a opinião dos entrevistados com relação à adoção de crianças por casais homossexuais: 55% se declaram contrários. Entre os homens, 62% disseram não concordar que casais do mesmo sexo adotem uma criança.

Fonte: Globo
Ler Mais

Taxistas homenageiam São Cristóvão em Ilhéus

A categoria trabalhista que desde 1932 realiza a festa em homenagem ao seu padroeiro, o São Cristóvão, realizou durante toda a noite de 25 de julho a tradicional festa, iniciada pela procissão que percorreu as principais vias da cidade em uma enorme carreata, missa solene e show do cantor Benner. Os participantes puderam degustar de  acarajés, abaras e pipoca, cerveja, aguá mineral e refrigerante, e canecas de chopp personalizadas com a logomarca da festa, tudo 08oo. Parabéns ao Nelson Oliveira, presidente do SINDITAXI, que organiza essa festa há alguns anos com credibilidade e qualidade.
Estiveram presentes a Deputada Estadual Ângela Sousa, o vice-prefeito Mário Alexandre e o vereador Jailson Nascimento, além de empresários, imprensa, artistas e sindicalistas.

Fonte: ilheusamado
Ler Mais

Semana Missionário do Dizimo de 24 a 31 na Paróquia de São Jorge

Dízimo é um ato de , de compromisso, de gratidão e de reconhecimento a Deus pelo que Ele é e pelo que fez e faz por nós. Ao oferecer o Dízimo o cristão expressa a sua convicção de pertença a Deus, tanto de si mesmo como de tudo o que possui. Antes, portanto, de ser partilha o Dízimo é ação de graças.

É importante saber que, por intermédio do Dízimo, o cristão reconhece que deve devolver, retribuir a Deus uma parte dos bens que lhe são dados pelo mesmo Deus. Ao conseguirmos algo, é porque Deus quer e permite. Essa atitude deve levar cada um de nós a conscientização de que fazemos parte de uma comunidade pela qual cada um de nós é responsável.

Evangelizar é dever de todo cristão e é uma tarefa árdua, ampla e difícil, que deve ser feita com muito amor. O Dízimo possibilita esta evangelização.

Quando você vem à Igreja participar da Santa Missa, percebe que tudo que existe aqui é para o seu próprio bem. Você encontra tudo que é necessário para uma boa celebração. Você entra e senta nos bancos, está tudo limpo; olha para o altar, velas acessas e flores. Olha para cima, a luz está iluminando, o sistema de som funcionando, e não percebe que alguém está contribuindo para que isto aconteça. Não podemos esquecer, ainda, a compra de materiais e utensílios litúrgicos (hóstias, cálices, cibórios, folhetos litúrgicos, etc.), a conta de água, telefone, material para a secretaria, salário do padre e dos funcionários, manutenção da igreja, despesas pastorais, com a formação, com a manutenção dos locais de reunião, da casa paroquial, despesas com a promoção humana e social, etc. Para atender todas estas necessidades e outras aqui não mencionadas a paróquia necessita do Dízimo de todos.

Dízimo e oferta não são a mesma coisa --> DÍZIMO é um compromisso assumido com a comunidade; é um direito e um dever que leva a uma contribuição regular e estável através da qual a paróquia se mantém. A OFERTA, por sua vez, é um gesto espontâneo, dado quando possível e sem a necessidade de uma quantia estável. Ambosdízimo e oferta – se complementam e são a base de sustentação de uma comunidade organizada e evangelizadora.

Embora a palavra Dízimo tenha o significado de décima parte, ou dez por cento, cada pessoa deve livremente definir, segundo os impulsos de seu coração, qual seja o percentual de seus ganhos que deve destinar ao dízimo a ser entregue para a sua paróquia.

A responsabilidade pela organização do Dízimo cabe a Pastoral do Dízimo. Para que haja uma boa organização, é necessária muita evangelização.

A Equipe da Pastoral do Dízimo tem esta missão: conscientizar os paroquianos sobre sua responsabilidade para com a comunidade onde vivem e da qual fazem parte.

O objetivo primeiro da Equipe da Pastoral do Dízimo é:

conscientizar os fiéis sobre a dimensão bíblica, teológica e espiritual do Dízimo;

mostrar que o Dízimo é um ato de , de esperança e de caridade;

testemunhar a alegria de uma vida agradecida a Deus, através da oferta mensal do Dízimo;

apresentar o Dízimo como condição central da experiência de comunhão e participação e, portanto, da experiência de ser e de agir como Igreja.

O papel preponderante da equipe da Pastoral do Dízimo é o de ser conscientizadora. Mastarefas a serem executadas. Tarefas de cadastro de dizimistas, preencher o relatório do dízimo ao final das missas, redação e remessa de correspondências diversas aos dizimistas, confecções de cartazes, participações eventuais nas celebrações comemorativas e muitas outras circunstâncias que podem surgir. Não se pode esquecer um fator muito importante que é a prestação de contas, regular e periódica, das arrecadações do Dízimo.

Você que sente vontade de se inscrever como dizimista, procure a Equipe de Plantão durante as missas ou na Secretaria da Paróquia, fazendo o seu cadastro.

E você que suspendeu temporariamente a sua contribuição, renove a sua aliança de gratidão com Deus.

Olhe para a frente, recomece a partir deste mês.

Fonte: Pastoral do Dizimo
Ler Mais